Dramas e curiosidades que só quem usa lentes de contato entende

Tirar as lentes para dormir? Cair na pia? Reunimos algumas das situações mais comuns envolvendo o uso das lentes de contato

As lentes de contato abalaram o mercado como uma excelente alternativa aos óculos. São superversáteis e podem ser rígidas, gelatinosas, tóricas ou multifocais, dependendo da correção visual necessária. Qual descarte você prefere? Diário, quinzenal ou mensal? As lentes são confortáveis e perfeitas para ajudar com diversos problemas de visão.

 

Para muita gente, as lentes de contato são uma das maiores invenções da humanidade. E quem usa há um bom tempo não sofre com o tédio: é uma galera que tem muita história para contar!

 

O primeiro contato

A primeira lente de contato é inesquecível. Deveria até ficar guardada em uma espécie de redoma para servir eternamente de recordação. É impossível esquecer a aflição que todo míope sente na hora de colocar a lente pela primeira vez. Ela, simplesmente, não entra. Os mais experientes até tentam te ensinar algumas táticas, como colocar a toalha em cima da pia. Caso ela caia, a toalha amortece a queda. A verdade é a seguinte: o míope iniciante vai demorar bastante para se acostumar com as lentes.

 

Saiba por que você não pode ir para a cama com lentes de contato!

 

A lente de contato caiu na pia? Tenha paciência!

Não se martirize. Tenha piedade de si próprio. Acontece nas melhores famílias. Você está no banheiro, compenetrado em aprender a colocar a lente e a dita cuja cai na pia. Você procura por todos os lados. Ativa o seu olhar biônico de super-herói e nada. De repente, quando desistir parece ser a única saída, a lente de contato aparece, sabe onde? Na sua roupa, ou no seu dedo. Acontece DI-RE-TO.

 

Feche os olhos ao mergulhar!

É natural, quase que instantâneo. Você mergulha e quer descobrir o mundo submerso na piscina ou na praia. Lamento informar, mas, se você estiver de lentes, não rola. A água pode estar contaminada com bactérias causadoras de infecção ocular. Se quiser abrir os olhos, não vacile: use óculos apropriados para o mergulho.

 

Cadê a lente?

Tópico dois em um. Às vezes, a lente já saiu, mas você não percebeu. O que qualquer um faria? Ficaria que nem um louco em frente ao espelho mexendo na córnea até encontrar o que não se pode achar. Aí, você e seu olho ficam irritados.

 

Confira todos os mitos e verdades sobre as lentes de contato!

 

E quando a lente de contato resolve brincar de esconde-esconde com você? Ela acha um espaço nas profundezas do seu globo ocular para se instalar e fica por lá mesmo. Depois você a encontra, toda encolhidinha, na lateral da sua córnea.

 

Um olho sim, outro não

A lei de Murphy está aí para acabar com a sua paz. Você acorda atrasado e toma um banho super-rápido. Só faltam as lentes de contato para sair de casa. A do olho esquerdo entra perfeitamente. Mas a do direito insiste em incomodar. Você tira, coloca de novo, e a visão continua embaçada. Aí, você pega os óculos mesmo por motivos de: ninguém tem paciência, né?

 

Não deixe o sono te vencer

Mais uma que acontece nas melhores famílias. Você chega cansado da balada e mergulha na sua cama. O friozinho pede um edredom. Depois de confortavelmente instalado na sua cama, você se lembra que não tirou as benditas lentes de contato. O que fazer? Agir como um bom menino ou uma boa menina, levantar e tirar as lentes para dormir tranquilamente.

 

Moderação sempre!

As lentes são confortáveis, ideais para a prática de esportes e substituem os óculos com muita competência, mas é sempre bom lembrar de alguns cuidados. Siga três regras básicas:

– Não ignore o prazo de validade;

– Use um produto de limpeza adequado. Não vale soro fisiológico;

– Tenha piedade da sua córnea. Ela tem que respirar de vez em quando. Chegou em casa? Tire as lentes e descanse com os óculos. Especialistas garantem que usar lentes de contato por mais de 12 horas pode ser prejudicial à saúde ocular.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *