saúde ocular durante a gravidez

Saúde ocular durante a gravidez

Sabemos que a gravidez é um período marcado por alterações físicas e psicológicas na mulher. Entretanto, o que muitas gestantes não sabem é que elas estão sujeitas a mudanças oculares consideráveis, provocadas, na maior parte das vezes, pelas variações hormonais características da gestação.

O aumento de estrogênio e progesterona, assim como alterações metabólicas e circulatórias, é capaz de agravar condições oculares já existentes ou causar novos sintomas.

Olhos secos, visão embaçada e até mesmo o aumento ou a diminuição no grau das lentes são situações que precisam do acompanhamento de um oftalmologista.

Separamos, a seguir, as principais situações que podem ocorrer durante a gestação para você se prevenir.

Instabilidade de grau

Com a maior produção de estrogênio durante a gravidez, o corpo acaba retendo mais líquidos, o que pode provocar alterações na curvatura e na espessura da córnea e do cristalino. Essas alterações resultam em mudanças refracionais, que afetam diretamente o grau utilizado.

A gestante pode notar embaçamento visual, diminuição da capacidade de perceber detalhes e dificuldade de enxergar de perto ou de longe. Como os sintomas podem desaparecer após o nascimento do bebê, a troca de grau só é indicada dois meses após o parto.

Olhos secos

A composição das lágrimas também sofre alterações durante a gestação, podendo causar disfunção lacrimal com sensação de corpo estranho, coceira, ardor e lacrimejamento. Mulheres que utilizam lentes de contato podem perceber maior intolerância ao usá-las em decorrência dessa condição.

Manchas na visão

A pré-eclâmpsia é caracterizada pelo aumento da pressão arterial e inchaço no corpo durante a gravidez. Mas além disso, ela também pode causar o aparecimento de manchas ou pontos pretos no campo de visão.

O quadro é um pouco mais grave, já que pode evoluir para eclâmpsia e colocar em risco tanto a mãe quanto o bebê. Para a detecção precoce do problema, é necessário fazer, durante a gravidez, o exame de fundo de olho, ou oftalmoscopia. Por meio de um aparelho, o médico consegue avaliar as artérias, veias e nervos da retina.

Fique atenta aos sinais emitidos pelo corpo durante a gestação e consulte o seu médico periodicamente para prevenir e tratar possíveis problemas.

Para mais dicas e informações, fique de olho em nosso Facebook e Instagram.

FONTES

Portal de notícias Na Mira. Gravidez pode afetar a visão da mãe e do bebê. https://imirante.com/namira/imperatriz/noticias/2018/05/13/gravidez-pode-afetar-a-visao-da-mae-e-do-bebe.shtml

Conselho Brasileiro de Oftalmologia. Alterações visuais relacionadas aos hormônios na gravidez. https://www.cbo.net.br/novo/publico-geral/alteracoes-visuais-relacionadas-aos-hormonios-da-gravidez.php

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *