Lentes fotocromáticas: como funcionam e quais as vantagens?

Cuidar bem da sua visão requer uma série de cuidados que exigem tempo e costume, muitas vezes se tornando incômodos, ainda mais para quem precisa usar óculos para corrigir alguma dificuldade física nos olhos.

Entretanto, as inovações tecnológicas das lentes corretivas são constantes, com o mercado frequentemente lançando acessórios mais práticos e modernos, visando facilitar a vida dos usuários.

Uma dessas inovações resolve o incômodo daqueles que precisam tanto usar óculos de grau para compensar alguma dificuldade oftalmológica, quanto um óculos de sol para reduzir o impacto da radiação ultravioleta nos olhos.

Apesar de não serem muito recentes, as lentes fotocromáticas, também conhecidas como lentes fotossensíveis, são soluções interessantes por unirem o melhor dos dois mundos: são adequadas conforme o grau necessário para a patologia da visão do usuário e escurecem automaticamente quando expostas à luz solar.

As principais vantagens estão justamente no “2 em 1”, eliminando a necessidade de se usar um par de óculos de sol separado do de grau, além da proteção extra contra os raios ultravioleta que podem lesionar os olhos.

Como funciona

O funcionamento dessa tecnologia é, na prática, simples: as moléculas responsáveis pela mudança na tonalidade das lentes são ativadas pela radiação ultravioleta da luz do sol.

Em poucos segundos, as lentes, que eram transparentes em ambientes com baixa incidência de luz solar, mudam de cor.

Reação física

Já a ciência por trás dessa ação é um pouco mais complexa: as lentes fotocromáticas contam com uma película de três sais de prata: brometo de prata, cloreto de prata e iodeto de prata.

Com o aumento da intensidade da luz, é originada a prata metálica, separada dos outros elementos. Como esse tipo de prata é opaco, a lente torna-se escura.

Quando a intensidade diminui, a prata metálica volta a se combinar com os outros elementos, recuperando os sais e deixando a lente incolor novamente.

Proteção extra

Óculos de sol geralmente são relacionados com preocupações estéticas do usuário. Entretanto, eles também devem cumprir um papel importante para a saúde da sua visão.

A radiação solar, especialmente no verão, pode provocar lesões na córnea e na retina, bem como doenças como catarata e pterígio.

Na hora de escolher seus óculos, deve-se garantir que ele esteja adaptado com proteção para raios ultravioleta – UVA e UVB – e que de fato atua barrando os efeitos nocivos do sol.

Acessórios de origem duvidosa ou estranhamente baratos podem levar a danos ainda mais graves do que aqueles sofridos por quem nunca usa óculos.

Isso acontece porque o olho humano possui mecanismos de defesa naturais contra o excesso de luminosidade, como a contração da pupila e o fechar da pálpebra.

Óculos com lentes escuras alteram o funcionamento desses mecanismos. Sem os filtros adequados, os raios UV irão atravessá-los e atingir o globo ocular de forma ainda mais direta e severa do que na ausência dos óculos de sol.

Nas Óticas Diniz você encontra óculos para suas necessidades diárias, com as melhores tecnologias disponíveis no mercado e garantia de qualidade e segurança.

Para mais dicas e informações, fique de olho em nosso Facebook e Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *