fotofobia

Fotofobia: sensibilidade à luz pode indicar doenças mais graves

Caracterizada por uma excessiva sensibilidade à luz, a fotofobia é uma condição na qual não se consegue olhar diretamente para a luz ou ficar em ambientes muito iluminados, pois ocorre uma forte reação com dor.

Apesar de não ser uma doença, a fotofobia é um dos sintomas mais comuns que se manifesta a partir de alguma condição mais séria, desde pequenas irritações até emergências médicas graves, como lesões na cabeça.

Causas da fotofobia

Antes de falarmos das possíveis causas, é importante reforçar: fotofobia não é uma doença. Todos temos níveis diferentes de sensibilidade à luz e existem diferentes graus de fotofobia.

No entanto, para indivíduos que têm a saúde comprometida por outras condições, o desconforto deste sintoma é mais intenso.

O excesso de sensibilidade à luz pode ser provocado por doenças de diversas origens.

No caso de doenças oculares, os principais motivadores da fotofobia são a síndrome dos olhos secos, doenças da córnea, uveíte, blefarite, conjuntivite, inflamação da íris, astenopia, ceratoconjuntivite, doenças da retina e glaucoma.

Outros fatores prováveis são enxaqueca, blefaroespasmo, depressão, lesões na cabeça, meningite, albinismo, intoxicação por mercúrio e botulismo.

Além disso, fatores congênitos, como a ausência de pigmentação nos olhos e aniridia, quando o indivíduo nasce sem a íris, ou até mesmo quem tem olhos azuis ou verdes podem desenvolver essa aversão à luminosidade.

Tratamento da fotofobia

Como a fotofobia não é uma doença em si, mas uma consequência de outras condições de saúde, não existe um tratamento específico para essa sensibilidade exagerada à luz.

Nesse contexto, o tratamento e uma possível cura desse sintoma devem ser definidos caso a caso pelo seu oftalmologista, já que as suas causas são muito amplas.

O que pode ser feito de imediato é considerar os fatores ambientais, como luminosidade em casa, local de trabalho e espaços externos. Quanto menos exposição à luz, melhor.

A utilização de óculos escuros reduz consideravelmente a entrada da luz nos olhos, aliviando o desconforto.

Mas é essencial ficar atento à qualidade de seus óculos, que podem ter tecnologias que proporcionam maior praticidade e conforto, como filtro de raios UV.

Lentes fotossensíveis são as mais adequadas para esse caso, já que se adaptam automaticamente à luminosidade do ambiente, escurecendo quando há muita luz e voltando à transparência em espaços mais escuros.

Precisando de óculos de grau ou de sol com garantia de qualidade e segurança, conte com as Óticas Diniz.

Para mais dicas e informações, fique de olho em nosso Facebook e Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *