Chocolate faz bem para a visão

Quem é fã de chocolate com certeza adorou essa notícia. O doce, um dos mais amados pelo mundo, é benéfico para a saúde dos olhos.  Segundo oftalmologistas do Instituto Penido Burnier, o chocolate protege a visão de doenças graves que, normalmente, surgem na terceira idade.

No entanto, não é qualquer chocolate. A versão que faz bem para os olhos é o tipo amargo, com pelo menos 60% de cacau. Seu consumo deve ser moderado, cerca de 70 gramas por dia (em torno de quatro quadradinhos).

Chocolate amargo x Chocolate ao leite

Um artigo do JAMA Ophthalmology mostra uma pesquisa com os efeitos positivos do chocolate amargo para a visão. Um estudo foi realizado comparando os efeitos a curto prazo do consumo do tipo amargo e do tipo ao leite no desempenho visual.

Trinta adultos (nove homens e 21 mulheres, com idade média de 26 anos) sem nenhuma doença ocular participaram. Os desfechos estudados foram a acuidade visual e a sensibilidade ao contraste de letras grandes e pequenas, medidas 1 hora e meia depois do consumo.

Entre os participantes, a sensibilidade ao contraste de letras pequenas foi maior após o consumo de chocolate amargo, em comparação com o chocolate ao leite. Já com as letras grandes foi apenas um pouco maior. A acuidade visual também foi melhor após o consumo de chocolate amargo.

Com isso, o resultado de todos os testes mostrou uma melhora significativa após o consumo de chocolate amargo em comparação ao de leite.

Chocolate ajuda na prevenção de doenças

O cacau é rico em polifenóis que mantêm a flexibilidade das artérias e melhoram a circulação, inclusive da retina. Além disso, os flavonoides – outra substância presente no chocolate – aumentam o fluxo sanguíneo do cérebro e, por ser um antioxidante, a guloseima ajuda a prevenir algumas doenças oculares como a degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e a catarata.

Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, 2,9 milhões de brasileiros com mais de 65 anos sofrem com DMRI, que é apontada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como a maior causa global de cegueira irreversível.

A enfermidade afeta a mácula – parte central da retina responsável pela visão de detalhes e percepção de cores -, e provoca o embaçamecnto de visão, lento ou abrupto e distorção de imagens.

Já a formação da catarata se dá pela opacificação do cristalino – atrapalha a entrada de luz nos olhos, acarretando diminuição da visão, que apesar de ser possível tratar, também corresponde por quase metade da cegueira no Brasil.

 

Para ficar por dentro das notícias sobre saúde dos olhos, acompanhe sempre o blog, o Instagram e o Facebook das Óticas Diniz.

 

Fontes

Portal PEBMED

BBC Brasil

Scientific American Brasil

Portal Uai

Portal da Oftalmologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *